.Diana

.Março 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
25
26
27
28
29
30
31

.pesquisar

 

.posts recentes

. Licenca Internacional de ...

. Cruzeiro Com a Host Famil...

. Voltei para ficar

. Sonho realizado #3

. Prendinha da Host Family

. Diferencas Culturais #2

. Nao vivo sem #2

. A minha nova casa

. Participacao no Blog S.O....

. Nao vivo sem #1

.arquivos

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.Visitantes

Visit http://www.ipligence.com

.Visitas ao Blog

Website Traffic Counters
Dell Coupon Codes
blogs SAPO

.subscrever feeds

Terça-feira, 27 de Outubro de 2009

Porque decidi ser Au Pair

 Foi em Fevereiro de 2009 que descobri a existência deste programa. Por várias vezes tinha andado a pesquisar acerca de programas de intercâmbio nos EUA, que me permitissem estudar e ao mesmo tempo interiorizar um nova cultura.. Mas tudo aquilo que encontrava era bastante dispendioso, as minhas economias nunca iriam suportar tal gastos.

 

Desde há muito tempo que tenho um fascínio enorme pelos EUA, não só ansiava conhecer mas como também viver lá. Sempre fui atraída pelo” Living the American Dream”, onde todos os sonhos se realizam e tudo pode acontecer. Agora um pouco mais velha, continuo fascinada, mas com os pés na terra, pois sei que a realidade por vezes é bem diferente daquilo que é passado em filmes e séries.
 
Desde que soube deste programa posso afirmar que a minha vida mudou, não houve um único dia em que não pensasse como seria ter a oportunidade de viver por um ano no lugar que sempre quis conhecer. Comecei a pesquisar e dei-me conta que existiam centenas de blogs de raparigas que tinham o mesmo sonho que eu. Diariamente lia os blogs ( e ainda leio) freneticamente absorvendo cada ideia, cada dica que davam, e foi ai que pensei seriamente em ser Au Pair. Apesar da maior parte dos blogs serem de meninas brasileiras acabei por descobrir alguns escritos por portuguesas, que me entusiasmaram ainda mais, pois existiam algures portuguesas que tinham embarcado nessa aventura.
 
Um dos principais requisitos e sem o qual não podemos ser Au Pair é a experiência com crianças e essa era nula. Apesar de conviver com crianças – poucas, pois a minha família é bem pequena e eu sou a mais nova, dei conta que não poderia ir tão rápido como pensava, teria de ter pelo menos 200h de experiência. E ai começou o meu estágio/voluntariado num infantário perto de minha casa.
 
 
Na altura como não me encontrava a trabalhar ia das 9h as 18h. Comecei a adorar aquelas horas que passava com as crianças, dava por mim a ficar depois do horário e apesar de não estar a receber nada por estar ali, fazia tudo com um enorme gosto. Apercebi-me, e mais tarde foi confirmado pelas educadoras que afinal tinha bastante “jeito” para cuidar de crianças. Nunca tinha mudado uma única fralda, nunca tinha dado nenhum biberão, nunca tinha adormecido nenhuma criança. Dei por mim a fazer tudo aquilo com um enorme gosto. Estive 1 mês na sala de 1 ano. Mas depois resolvi passar para a sala dos 2/3 anos e ai permaneci até ao final de Agosto. Aprendi tanto com elas, tinham sempre um sorriso para me dar, abraçavam-me, andavam sempre à minha volta. Custou-me muito ter de deixar o infantário. Sempre que posso dou lá um saltinho para ver como estão os meus meninos.
 
E agora aguardo ansiosa o dia da partida que irá mudar a minha vida.
 
Um dia é preciso parar de sonhar e, de algum modo, partir” – Amyr Klink.
 
 
 
Porque decidi ser Au Pair?(não necessariamente por esta ordem):
-         Sempre quis viver nos EUA;
-         A cultura americana fascina-me;
-         Quero viver o dia-a-dia de uma família americana;
-         Melhorar a língua;
-         Estudar numa universidade;
-         Programa mais económico que encontrei;
-         Gosto e paciência com crianças;
-         Fazer novas amizades (que provavelmente irão durar para a vida)
-         Crescer;
-         Ter uma nova perspectiva de vida.
publicado por Diana às 10:40
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De luziane a 28 de Outubro de 2009 às 22:24
oieee ah obrigada pelo carinho...ai mulher vem logo e bom mas haja calma com as criancas...viche..hauhaua..mas da pra levar...se cuida bjssssssss adorei seu blog esse templare e muito lindooo.bjs

Comentar post

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

.links